sexta-feira, 3 de julho de 2015

Proa, popa, bombordo, estibordo... Aprenda os termos náuticos


1. PROA: A frente do navio;

2. PROA BULBOSA: Ela é usada para diminuir a resistência da água quando o navio está navegando, evitando a criação de ondas secundárias na lateral do navio que diminuem a sua velocidade;

3. ÂNCORA: A âncora é usada para manter o navio preso em um determinado local, quando jogada ao mar ela se prende no fundo e mantém o navio parado devido ao seu peso. Os modernos navios de cruzeiro conseguem manter-se parados sem o uso das âncoras, apenas com seus propulsores, mas todos possuem as suas que funcionam muitas vezes como uma reserva;

4. O lado do navio é... o lado do navio. É nessa área e na parte de trás onde as ondas destruídas pela proa bulbosa iriam atuar diminuindo o rendimento da embarcação;

Leme
5. HÉLICE e LEME: A hélice gira para impulsionar o navio para frente ou para trás, tendo duas ou três nos navios de cruzeiros. É interessante dizer que os navios, ao contrário dos carros, são capazes de andar de ré quase na mesma velocidade que andam para frente, só fica mais lento por causa da aerodinâmica  desfavorável. O leme existe tanto nos navios quanto nos aviões. Ele é usado para mudar a direção do navio e é controlado pela RODA DO LEME, a tradicional "direção" de madeira do navio que é muito usada para fazer chaveiros, por exemplo. Nos navios atuais essa roda do leme foi substituída por pequenos joy sticks parecidos com os de vídeo games e vários navios utilizam os azipods, que dispensam o leme, já que giram 360º e mudam a rota do navio por si só;

6. POPA: A parte de trás do navio, onde ficam as hélices e o leme (caso tenha) do navio;

7. CHAMINÉ: É o cano de escape do navio, por onde sai a fumaça produzida na casa de máquinas. Todos os navios de cruzeiro possuem filtros bastante eficientes na redução de poluentes emitidos na atmosfera e motores cada vez mais econômicos. Inclusive a questão ambiental é muito séria nos navios, a fiscalização é muito severa e um navio que não realize adequadamente processos de reciclagem, processamento de resíduos e filtração de poluentes pode ser impedido de navegar. Alguns navios, como os da classe Radiance, da Royal Caribbean, são movidos a gás (GTV - Gas Turbine Vessel), que é menos poluente, e a cada ano os navios estão mais eco-susentáveis e as companhias recebem prêmios internacionais por isso;

8. PONTE DE COMANDO onde ficam os oficiais e o comandante do navio. Esse é considerado o centro nervoso, de onde todo o navio pode ser controlado, desde as hélices até luzes e portas de emergência;

9. CONVÉS: É a parte de cima do navio, a céu aberto. Nos navios de cruzeiro essa área é chamada de Lido Deck, onde existem piscinas e normalmente um restaurante self-service;

BOMBORDO é a esquerda do navio quando se está olhando para a frente (proa);
ESTIBORDO é a direita do navio quando se está olhando para a frente (proa);

Quando embarcado em um navio de cruzeiros, todos os passageiros vão precisar fazer o chamado MUSTER DRILL,um exercício geral de emergência no qual todos os passageiros precisam se dirigir aos seus pontos de emergência. O alarme para se dirigir ao seu ponto de encontro consiste em sete apitos curtos e um apito longo. Esse, no entanto, não significa abandonar o navio; para isso é soado um apito longo no sistema interno de som e são feitos anúncios dando a ordem de abandono;

é a medida de velocidade dos navios. Um nó equivale a 1,852 km/h;

Atrium do Crown Princess. Imagem: flickr
MILHAS NÁUTICAS são usadas para medir as distâncias percorridas pelo navio. Uma milha náutica equivale a 1,852 km;

ATRIUM (ou Átrio) é a área central do navio, normalmente com vários andares, onde fica localizada a recepção. Esse local costuma ser usado como ponto de encontro por várias pessoas;

DECKS são os andares dos navios. Existem decks exclusivos para a tripulação, onde ficam a casa de máquina, restaurantes da tripulação e suas cabines, por exemplo.

Copyrigh© all rights reserved. Imagens e Textos com direitos reservados. Rodrigo Guerra.
Imagens: Wikipedia

9 comentários:

  1. Fora o Queen Mary 2 e os navios da classe Voyager, Freedom, Oasis e Quantum, vc sabe dizer se tem nais navios que usam o propulsor azimutal? So uma curiosidade mesmo (:
    Vlw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem sim, Fernando!
      Costa Mediterranea, MSC Armonia, Europa, Oosterdam, Celebrity Equinox e o Carnival Elation (primeiro navio de cruzeiro a ter azipods), são alguns exemplos. Além dos cruzeiros, outros tipos de embarcações também usam esse sistema, como os tugs (rebocadores), que precisam de um alto controle para puxar os navios.
      A vantagem desses propulsores, além da facilidade de manobra, é o baixo ruído e vibração quase zero, dando muito mais conforto a todos. Também são chamados de casulos-reduzidos-móveis.

      Excluir
    2. Valeu pela atenção, mano!
      Eu estou pensando em criar um site com perfil mais ou menos como o seu, só que sobre aeronáutica. Eu posso te mandar um email pra tirar umas duvidas?

      Excluir
    3. Claro, mande pro rgcruzeiros@gmail.com

      Excluir
  2. Por que nó e milha nautica pra têm o mesmo valor?

    ResponderExcluir
  3. Desculpa, repetindo a pergunta:
    Por que nó e milho náutica têm o mesmo valor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante sua pergunta. É assim:
      Imagine o planeta Terra cortado na linha do Equador. Olhe um dos lados e você verá um círculo. Esse círculo foi dividido em 360º (graus) e cada grau em 60' (minutos). Cada minuto do arco do planeta Terra mede 1.852 metros (1,852km) e essa distância foi chamada de milha náutica. Um navio que percorre 1.852 metros por hora, ou seja, uma milha náutica por hora ou 1' por hora, está viajando a 1 nó. Por isso 1 nó equivale a 1,852km/h

      Excluir
    2. Compreendi perfeitamente! Muito obrigado pela rápida resposta e pela explicação clara. É isso que diferencia um bom blog dos demais, a atenção para com o leitor.
      Parabéns e obrigado novamente!

      Excluir
    3. Eu que agradeço! Esses feedbacks positivos são sempre muito recompensadores!

      Excluir